Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

Modernização e desburocratização são as palavras de ordem

No dia em que a Associação Comercial de Vila Real comemorou o seu centésimo ano de existência, ao serviço dos pequenos comerciantes, Fernando Serrasqueiro deixou palavras de confiança no futuro. Já Fernando Cardoso, Presidente reeleito, aproveitou a oportunidade para deixar alguns apelos ao Governo, salientando que o principal objectivo, para os próximos dois anos, será […]

No dia em que a Associação Comercial de Vila Real comemorou o seu centésimo ano de existência, ao serviço dos pequenos comerciantes, Fernando Serrasqueiro deixou palavras de confiança no futuro. Já Fernando Cardoso, Presidente reeleito, aproveitou a oportunidade para deixar alguns apelos ao Governo, salientando que o principal objectivo, para os próximos dois anos, será a construção da Sede da Associação.

Uma sede própria, a continuação na aposta da formação profissional e na colaboração institucional com todas as Câmara Municipais da sua área de abrangência foram alguns dos projectos sublinhados por Fernando Cardoso, no dia 10, quando a Associação Comercial e Industrial de Vila Real (ACIVR) comemorou o seu centenário ano de existência.

O dia de festa ficou, ainda, marcado pela tomada de posse de Fernando Cardoso que deu início ao seu terceiro mandato, à frente da Direcção da ACIVR, numa cerimónia presidida por Fernando Serrasqueiro, Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor.

“O que se pede a uma associação que faz cem anos? Diria que se pede que seja jovem”, sublinhou, realçando que, para o Comércio Tradicional, o Governo tem defendido a necessidade de modernização. Relativamente aos esforços do poder central, nesse sentido, Fernando Sarrasqueiro lembrou o programa especialmente dedicado à modernização que, numa primeira fase, contou com um investimento de 20 milhões de euros, abrangendo, por exemplo, 40 projectos vila-realenses, num universo de 60 candidaturas.

“No dia 2 deste mês, abrimos a segunda fase do concurso, com mais um apoio de 20 milhões, dirigidos à modernização do pequeno comércio. Espero que estas candidaturas que estão, agora, a nascer, possam ter apoio da própria Associação, porque acredito que é possível ir mais além”, apelou o Secretário de Estado.

O representante do Governo salientou a necessidade de desburocratizar o processo de criação de novas empresas, no Comércio Tradicional.

“Tenho dito que as duas palavras de ordem são modernizar e desburocratizar. O Governo aprovou, recentemente, a facilidade de podermos abrir um estabelecimento comercial, sem as práticas burocráticas de licenciamento”, recordou o mesmo responsável que acrescentou: “Damos 20 dias para a comunicação do processo de abertura e para, simultaneamente, ser apresentada uma declaração de cumprimento dos requisitos que as leis determinam”, esclareceu Fernando Sarrasqueiro, expondo o processo que prevê “um controlo, à posteriori”.

“Estamos a confiar nas pessoas para só depois fiscalizar”, concluiu o Secretário de Estado.

Para além das palavras de confiança no futuro, deixadas pelo representante do Governo, Fernando Cardoso aproveitou a oportunidade para deixar outros apelos, nomeadamente a celeridade do processo de pagamento de projectos de financiamento como o PROCOM ou MODCOM, entre outros.

“Se é com bastante dificuldade que pagamos as despesas e só posteriormente somos reembolsados das mesmas, não entendemos que se possa demorar mais de um ano a recebermos aquilo a que temos direito”, sublinhou o dirigente associativo.

Fernando Cardoso desejou, ainda, “que o Comércio Tradicional não seja, mais uma vez, o parente pobre do próximo Quadro Comunitário de Apoio”.

Como principal projecto, para o biénio de 2007/2008, o Presidente da ACIVR salientou a construção de uma sede social própria, para a qual existe, já, um terreno, na zona da Vila Velha, cedido pela autarquia de Vila Real.

A Associação Comercial vila-realense conta com cerca de 1200 sócios dos concelhos de Alijó, Mondim de Basto, Murça, Ribeira de Pena, Sabrosa, Vila Pouca de Aguiar e Vila Real. Comemorou o seu aniversário, homenageando os comerciantes associados, com mais de 25, 50 e 100 anos de actividade, inclusive o sócio n.º 1 que recebeu uma medalha comemorativa, das mãos do Secretário de Estado.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.