Terça-feira, 7 de Dezembro de 2021

Música e desporto radical animam Azibo a 10 de agosto

O cenário paradisíaco da Praia da Fraga da Pegada, em Macedo de Cavaleiros, recebe no próximo sábado, 10 de agosto, a primeira edição do evento Aziborne, uma prova de desportos radicais que vai convidar os participantes a descobrir as paisagens naturais do território macedense de uma forma diferente, e ainda a segunda edição do Sunset Azibo.

-PUB-
Da Serra de Bornes à Albufeira do Azibo, o Aziborne Extreme propõe uma prova de canoagem de 0,8 quilómetros, 30 quilómetros de bicicleta, 10 quilómetros de parapente e 15 quilómetros de corrida entre dois locais emblemáticos do concelho, com muito ainda por descobrir. A concentração e chegada dos participantes está marcada para o Jardim 1.º de Maio, pelas 09h00, começando as provas com o atletismo, seguindo-se a canoagem, o BTT e, por fim, o parapente.

Benjamim Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, sublinha que “o concelho pode e deve ser uma referência para os amantes da natureza e dos desportos radicais, sabendo nós que o turismo de natureza tem vindo a ganhar cada vez mais adeptos”. Esta primeira edição, ainda experimental “percorre espaços, no território do Geopark, com milhões de anos de história, e passa pela Fraga da Pegada, onde mora a melhor praia fluvial do País e que é o verdadeiro paraíso transmontano”.  

Sunset Azibo 2019

Com um cartaz ambicioso, o Sunset Azibo 2019 espera superar os 1750 participantes da edição anterior, ultrapassando a fasquia das duas mil pessoas. 

Num cenário fantástico, a animação musical tem como ‘cabeça de cartaz’ os conhecidos DJ’s Miguel Rendeiro e Pedro Tabuada, contando ainda com a participação de M. Fleecy, Simanka e Harryco. 

O sucesso da primeira edição leva a organização a acreditar que o evento já começa a atingir uma dimensão nacional, atraindo gente de todo o País. A música começa a tocar na Fraga da Pegada a partir das 15h30 e só termina madrugada dentro.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.