DR

Américo Pereira homenageado pela CIM de Trás-os-Montes

A última reunião do Conselho Intermunicipal da CIM-TTM – Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes – ficou marcada por uma homenagem ao atual presidente do Conselho Intermunicipal, Américo Pereira.


Prestes a terminar o mandato, o desempenho do presidente cessante foi destacado pelos presentes. 

O Conselho, composto pelos presidentes de Câmara dos municípios que integram a CIM-TTM, destacou a atitude conciliadora e de defesa dos interesses da região que marcou o trabalho desenvolvido por Américo Pereira à frente da Comunidade Intermunicipal. Na reunião, que decorreu no Pavilhão Multiusos de Vimioso, foi também elogiada a isenção e sentido de serviço público que pautaram a sua atuação. Na altura, Américo Pereira foi agraciado com uma placa de reconhecimento pelo “excelente trabalho desenvolvido enquanto presidente da CIM-TTM”. 

Recorde-se que a CIM-TTM resultou da cisão da Comunidade Intermunicipal de Trás-os-Montes e foi instituída em Setembro 2013. Nesse mesmo ano, o também Presidente da Câmara de Vinhais foi eleito presidente do Conselho por unanimidade, tornando-se no primeiro presidente do Conselho Intermunicipal da CIM-TTM. Um presidente que procurou e soube estabelecer consensos, assumindo a defesa dos interesses comuns dos municípios que integram a CIM-TTM e instituindo um verdadeiro clima de cooperação institucional, consubstanciada numa visão e estratégia comum para o desenvolvimento integrado do território e na implementação de projetos para a concretização desse objetivo. Uma tarefa nem sempre fácil, como o próprio referiu, mas essencial para a concretização da missão da CIM-TTM. 

A CIM-TTM composta pelos concelhos de Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais tem como principais atribuições promover o planeamento e a gestão da estratégia de desenvolvimento económico, social e ambiental do território; articular os investimentos municipais de interesse intermunicipal; participar na gestão de programas de apoio ao desenvolvimento regional. Ao longo destes quatro anos a CIM-TTM trabalhou, numa primeira fase, na elaboração, discussão, negociação e aprovação do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial (PACTO) a implementar nas Terras de Trás-os-Montes no período do atual Quadro Comunitário 2014-2020. Neste âmbito, foram assegurados cerca de 58 milhões de euros para a concretização de investimentos na área da educação e formação, eficiência energética, modernização administrativa, inclusão social, a criação de emprego, regadios tradicionais e ambiente. Até ao momento já foram aprovados cerca de 12 milhões de euros em investimentos no território. 

Comentários