Aida Sofia Lima

“A Mãe Terra” ou a harmonia da dupla existência

Artista plástica luso descendente apresenta, pela primeira vez em Portugal, obra que discute a condição do ser humano na dualidade da emoção lusa e a racionalidade gaélica.


“La Terre-Mère / A Mãe Terra” desenha-se no Centro Cultural Municipal Adriano Moreira, em Bragança, através do vídeo. A protagonista é Esmeralda da Costa, luso descendente nascida em Paris, e o mote o conflito suavizado de pertença de duas culturas, numa linguagem da memória que carrega dois seres num ser.

No primeiro espaço a retrospetiva. Na tela gigante ao fundo quatro v&

 

Se já é assinante faça aqui o seu login       ou       Clique aqui para ver OS EXCLUSIVOS da VTM

ASSINE AGORA A VOZ DE TRÁS OS MONTES

Acesso exclusivo e ilimitado
à edição digital
(site + e-paper)

Comentários