A Voz de Trás-os-Montes comemora 70 anos com Grande Conferência

O jornal “A Voz de Trás-os-Montes”, um dos mais antigos da região, comemora, no próximo dia 11 de novembro, o seu 70º aniversário. 


Fundado no seio das conferências de São Vicente de Paulo por um grupo de amigos com fortes ligações religiosas, dos quais se destacam o Pe. Henrique dos Santos e o Pe. António Maria Cardoso, o semanário, ao longo dos anos, cresceu sempre com o objetivo de informar os cidadãos sobre o acontece na região.

 

Para assinalar a data, o jornal preparou, de forma a aproximar leitores, assinantes, colaboradores, profissionais de comunicação, estudantes, entre outros, e a estimular a partilha de experiências e conhecimentos entre todos, uma Grande Conferência, de entrada livre, no Teatro Municipal de Vila Real. 


As comemorações do 70º aniversário culminam nesta data, dando seguimento às edições especiais que têm sido publicadas. Depois do projeto VTM – Concelhos, do qual fizeram parte várias análises relativas à grande maioria dos concelhos da região, os leitores do jornal “A Voz de Trás-os-Montes” poderão, no próximo dia 9, contar com uma edição especial, de aniversário, dedicada às “500 maiores empresas de Trás-os-Montes”, numa publicação de 8 mil exemplares que será totalmente gratuita.  


João Vilela, diretor-geral do jornal, salienta que este evento “se reveste de uma importância suprema”, não deixando passar uma data tão “relevante”, mas também “homenageando todos aqueles que possibilitaram que o jornal tivesse chegado a esta fase com a força, vitalidade e dinâmica que tem atualmente, marcando a diferença no panorama jornalístico em Trás-os-Montes e Alto Douro”, aponta. 


A conferência apresenta um programa diversificado de atividades, cujo o ponto alto recai sobre os dois debates que a compõem: “O futuro da imprensa” e “Os desafios da região de Trás-os-Montes e Alto Douro”. 


Durante a manhã, os participantes podem contar com a atuação da violetista vila-realense, Lia Melo, e assistir, pelas 9h50, ao primeiro debate, “O futuro da imprensa”, moderado por João Vilela, que contará com a participação de figuras representantes de vários órgãos de comunicação. Depois de um breve intervalo, usará da palavra, como orador principal, o presidente da Associação Portuguesa de Imprensa, João Palmeiro. Posteriormente será homenageado, enquanto antigo diretor do jornal e grande impulsionador da imprensa regional, o Pe. António Cardoso. 


Agostinho Chaves, diretor editorial do jornal, e Carlos Magno, presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, encerram o período da manhã. 
Pelas 14h30, haverá um momento musical com a TransmonTuna, iniciando-se, de seguida, a sessão de abertura do período da tarde com a intervenção do presidente da Câmara Municipal de Vila Real, Rui Santos.


Às 15h00, tem início o segundo debate “Os desafios da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro”, moderado por Márcia Fernandes, em que se refletirá sobre a situação atual da região de forma a encontrar soluções para o seu desenvolvimento social, económico e cultural. O encerramento será efetuado por Ricardo Magalhães, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte e por José Luís Carneiro, secretário de Estado das Comunidades (a confirmar).


Pelas 18h30, após a conclusão da conferência, as comemorações prosseguem com a celebração de uma missa de aniversário, na igreja do Calvário, presidida pelo bispo de Vila Real, D. Amândio Tomás.  


O dia termina com um jantar de confraternização entre colaboradores do jornal e entidades da região. 

Comentários