DR

ADVID procura reforçar a internacionalização

A Quinta dos Murças – Esporão recebeu a primeira reunião do Conselho Técnico da ADVID, Cluster da Vinha e do Vinho, que tem como objetivo reforçar a internacionalização, promover a inovação, a competitividade do sector vitivinícola português e a sustentabilidade dos territórios que lhe estão subjacentes.
 


Gerido pela ADVID - Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense, o Cluster da Vinha e do Vinho passou a ter então uma abrangência nacional, sempre numa lógica de rede e em articulação com as entidades existentes, e reúne atualmente cerca de 230 entidades, entre empresas vitivinícolas, entidades do Sistema Internacional de Investigação e Inovação (SI&I), associações empresariais e outras organizações nacionais e internacionais. 

O Conselho Técnico conta com a presença das entidades do SI&I mais relevantes no setor vitivinícola, sob a presidência de Tim Hogg, responsável pela Plataforma de Inovação da Vinha e do Vinho (INNOVINE&WINE), que representa a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. 

Integram ainda este Conselho Técnico, Ana Catarina Gomes da BIOCANT - Associação de Transferência de Tecnologia, André Sá do INESC TEC, António Baptista do INEGI, António Mexia do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa, Francisco Campos da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica, Hernâni Gerós da Universidade do Minho Ivone Delgadillo da Universidade de Aveiro e Jorge Queiroz da Universidade do Porto.

Nesta primeira reunião do Conselho Técnico, foi eleito como presidente Tim Hogg, foi discutido o funcionamento interno do Conselho e foram definidas as principais linhas de acção no sentido de reforçar a aproximação da academia ao setor vitivinícola.

A ADVID, cuja Direção é composta por José Manuel Castro e Silva Meneres Manso (presidente) e por representantes das empresas Quinta dos Murças, Sociedade Vinícola Terras de Valdigem, Sogrape Vinhos e W. & J. Graham & C.ª, endereçou o convite a estas entidades por lhes reconhecer um conhecimento aprofundado da atividade empresarial do setor vitivinícola, bem como, o trabalho desenvolvido.

De recordar que, a ADVID recebeu em julho o Prémio Gulbenkian 2017 - Sustentabilidade, pelo trabalho que tem vindo a desenvolver ao longo dos seus 35 anos de atividade, para a sustentabilidade da Região Demarcada do Douro.

Comentários