Arquivo/VTM

Bombeiros em permanência no Túnel do Marão

As corporações de Amarante e Cruz Branca, de Vila Real iniciaram hoje a vigilância do Túnel do Marão, onde estarão em permanência com três homens para prevenção, primeira intervenção e socorro.


As corporações assinaram no final de abril um protocolo com a Infraestruturas de Portugal (IP) e a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), com vista à criação das equipas de proteção e socorro que estarão em permanência no túnel a assegurar serviços de prevenção, primeira intervenção e socorro.

Esta medida foi uma das consequências do inquérito realizado ao incêndio num autocarro, no interior do Túnel do Marão, que lançou um alerta sobre questões de segurança e socorro dentro deste que é o maior túnel rodoviário da Península Ibérica, com quase seis quilómetros e que está incluído no Autoestrada 4 (A4), entre Amarante e Vila Real.

Os turnos de oito horas serão assumidos de forma alternada pelas duas corporações que estão na primeira linha de intervenção ao Túnel do Marão.

Em permanência ficam três elementos no edifício técnico número um, localizado junto à entrada do lado de Amarante, onde ficará também estacionada uma viatura das corporações, que será usada enquanto a Infraestruturas de Portugal não adquirir um veículo, conforme está protocolado.

As equipas dos bombeiros são constituídas por um total de 16 bombeiros, oito de cada corporação.

Comentários