DR

CRIME DE LAMAS DE OLO

Homem acusado por homicídio qualificado e coação agravada

O homem, que matou o primo na noite de passagem de ano, na aldeia de Lamas de Olo, em Vila Real, foi acusado pelos crimes de que estava indiciado pelo Ministério Público (MP), de homicídio qualificado e de coação agravada pelo que ocorreu naquela noite, na pacata localidade da serra do Alvão. 


O arguido encontrava-se, desde o dia 2 de janeiro, em prisão preventiva. No entanto, na página da internet da Procuradoria-Geral Distrital do Porto, o MP deu conta de que o mesmo está indiciado por ter matado a vítima, a tiro de caçadeira.

Quanto aos argumentos do Ministério Público, o homicida ter-se-á aproximado do veículo, onde se encontrava a vítima, ao volante, e disparado contra a sua cabeça, mantando-a. 

Na altura do crime, o suspeito, Diamantino Dias,  tinha 68 anos e a vítima Emílio Dinis tinha 42 anos.

O arguido está ainda acusado de, no trajeto até ao veículo, ter anunciado a um vizinho que o matava se não se afastasse, quando o mesmo procurava acalmá-lo.

De recordar que o suspeito foi detido na mesma noite pela GNR e, depois, entregue à Polícia Judiciária (PJ).

Comentários