Mário Lisboa

Mais um encontro de moradores Bairro dos Ferreiros em Vila Real

No dia 16 de junho, voltaram a reunir-se várias gerações dos nascidos nas ruas que constituem o Bairro Latino (Prado, S. Marta, Ferreiros, Corgo, Miguel de Bombarda).


O primeiro encontro deste teor, aconteceu em 1 de dezembro de 2006, por nossa “iniciativa”, tendo como intenção, reforçar os laços de amizade daqueles, como nós, passaram a sua juventude no Bairro Latino.

Era assim naquele tempo.

O verão da nossa juventude era passado em grande parte, no Rio Corgo – Levada do Padre João, atualmente piscinas e adjacentes, a apanhar peixes nas colheitas (pedras onde eles se acoitavam).

Continuando o programa do encontro já referido, decorreu a missa na Capela de S. Lázaro, pelas 10.00 horas, celebrada pelo pároco de S. Pedro.
Terminada a missa, os participantes, dirigiram-se para a Quinta de S. António, onde foram excelentemente recebidos pela filha do Senhor Espadeiro, que vem mantendo um nível de serviço espetacular em termos de restauração.

Foi muito agradável recordar aquele tempo, em que, lembramos não só, as nossas diabruras, mas também as pessoas que nunca mais esqueceremos.

Iremos tentar falar da gente de bem, da época como: o senhor Diamantino e a D. Rosalina da Cardoa, sua irmã no início da Rua de S. Marta; a saudosa Maria Helena, sobrinha do senhor Diamantino; a Repras (que trabalhava em carpintaria; o Manel (Pataquinhas) a Josette e o Diamantino militar de carreira e muitos outros.

A fechar, é evidente que muitos mais poderiam ser mencionados, mas, a nossa memória já não dá para lhes fazermos justiça.
As nossas desculpas a todos, e, especialmente, aos seus familiares. Muito obrigado.

Até para o ano se Deus quiser, é assim que deixo ao critério de todos os Vila-realenses.
 

Comentários