DR

Alexandre Parafita dá a conhecer as lendas dos castelos de Portugal

Num trabalho de investigação do escritor e etnógrafo transmontano Alexandre Parafita, o “Jornal de Notícias” vai publicar, a partir do próximo domingo, em fascículos, as lendas dos Castelos de Portugal. São ao todo 77 castelos, do Minho ao Algarve, cujas lendas reforçam o interesse em conhecer e visitar esses monumentos.


O projeto, designado “Castelos de Portugal – Roteiros de Lendas”, pretende contribuir para a criação de roteiros turísticos de qualidade, convidando à descoberta da magia lendária dos castelos. “Outrora residência de reis e príncipes, palco de grandes batalhas, baluartes da independência nacional, os Castelos de Portugal, perdida a sua função militar, são hoje verdadeiras pérolas a decorar as nossas paisagens, continuando a pairar sobre eles uma auréola de prestígio histórico-lendário que importa valorizar”, diz o investigador.

Através das suas lendas, continua viva a ilusão dos tesouros, mas também as vozes amorosas e sofridas que as torres e masmorras testemunharam. Lutas entre cristãos e mouros, resistência a cercos castelhanos, vozes de mouras encantadas nas ruinas, monstros que amedrontam na escuridão, de tudo falam as lendas dos castelos de Portugal.

Em destaque neste trabalho figuram, com as suas lendas, muitos castelos transmontanos e alto durienses, como Montalegre, Chaves, Monforte de Rio Livre, Aguiar da Pena, Vinhais, Bragança, Algoso, Ansiães, Mogadouro e Lamego, entre outros. 

Comentários