Avelino Rego: um engenheiro informático que cedeu ao “chamamento da terra”

A vontade de desenvolver e de combater a desertificação do território levou Avelino Rego, de 34 anos, a regressar à aldeia e a promover o gado maronês


Cedendo ao “chamamento da sua terra”, Avelino Rego, engenheiro de Sistemas e Informática, abandonou a vida urbana, abdicando da sua profissão, e decidiu regressar à aldeia com o intuito de contribuir para a conservação da natureza e para revolucionar o gado maronês.

Como qualquer jovem da sua idade, saiu da aldeia para prosseguir os estudos, tendo, depois de terminar o curso, começado a trabalhar na cidade do Porto numa empresa multinacional, Glintt Healthcare

 

Se já é assinante faça aqui o seu login       ou       Clique aqui para ver OS EXCLUSIVOS da VTM

ASSINE AGORA A VOZ DE TRÁS OS MONTES

Acesso exclusivo e ilimitado
à edição digital
(site + e-paper)

Comentários