Arquivo/VTM

Dez suspeitos identificados por furto de castanhas

Um grupo de dez pessoas foi identificado, em Vinhais, por suspeita de furtarem castanhas numa freguesia deste concelho do distrito de Bragança, que é um dos maiores produtores portugueses do fruto seco, divulgou a GNR.


De acordo com a informação das autoridades, os suspeitos foram apanhados em flagrante delito, no sábado, por populares de Penhas Juntas, quando estariam a furtar castanha num souto.

Os suspeitos, segundo a GNR, terão fugido em dois veículos, por caminhos de terra batida, quando se aperceberam da presença de outras pessoas e foram mais tarde intercetados e identificados pelas autoridades.

A GNR foi alertada por populares e os militares encontraram as viaturas em que os suspeitos terão fugido, abandonadas perto de uma localidade.

Os suspeitos foram encontrados no lugar de Vale de Abelheira.

A GNR apreendeu as viaturas utilizadas no furto e “170 quilos de castanhas, entretanto devolvidas ao legítimo proprietário”.

Segundo a Guarda, “os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Bragança”.

A região de Trás-os-Montes é responsável por 80% da produção nacional de castanha, sendo esta a época do ano em que decorre a campanha e em que recorrentemente são registados furtos de grandes quantidades daquela que é considerada “o petróleo transmontano” pelo valor económico.

No mês de novembro foram participados às autoridades dois furtos de quantidades avultadas, concretamente a rondas as quatro toneladas cada.

Um dos furtos ocorreu na aldeia de Parada, concelho de Bragança, com prejuízos estimados pelo proprietário em cerca de “oito mil euros”.

O alvo do outro foi a maior empresa da região de comercialização e transformação de castanha, a Sortegel, também em Bragança.

Comentários