ARQUIVO

Reativar a linha do Corgo “custa 11 milhões de euros”

Daniel Conde, um dos fundadores do Movimento Cívico pela Linha do Corgo (MCLC), está a promover um conjunto de reuniões com representantes políticos e empresários da região com o objetivo de serem mobilizados esforços para reativar a linha, que foi encerrada há 10 anos.


Em vários estudos que fez, o ativista revela que a reabertura desta via ferroviária “não é uma utopia”, mas sim “uma oportunidade que pode ser concretizada com um investimento de 11 milhões de euros”.

De acordo com Daniel Conde, em 2009, o Governo da altura, liderado por José Sócrates, referiu que a reabertura da linha do Corgo poderia “custar 25 milhões de euros”, o que considera um “número descabido”. “Recolhi informações junto da REFER

 

Se já é assinante faça aqui o seu login       ou       Clique aqui para ver OS EXCLUSIVOS da VTM

ASSINE AGORA A VOZ DE TRÁS OS MONTES

Acesso exclusivo e ilimitado
à edição digital
(site + e-paper)

Comentários