MF

TANCOS

Ascenso Simões quer relatório “fundado em documentos e afirmações”

A novela de Tancos ainda não terminou. Passados quase dois anos após o furto do material militar, o deputado Ascenso Simões, coordenador do PS na comissão de inquérito, naquela que foi a última audição, salientou a importância de se “apurarem responsabilidades e criar medidas para serem desenvolvidas no âmbito do Ministério da Defesa”.


Para isso, o deputado socialista, eleito pelo círculo de Vila Real, alertou para a necessidade de se criar um relatório com o “mais amplo consenso possível”, referindo que importa que a assembleia “esteja à altura”, pelo que disse esperar que as conclusões que dele venham a resultar sejam com base em “afirmações, documentos e confirmações fundados”.

De recordar

 

Se já é assinante faça aqui o seu login       ou       Clique aqui para ver OS EXCLUSIVOS da VTM

ASSINE AGORA A VOZ DE TRÁS OS MONTES

Acesso exclusivo e ilimitado
à edição digital
(site + e-paper)

Comentários