LC

Assistentes sociais preponderantes para a coesão da comunidade

“Os agentes de ação e intervenção social devem pensar sempre, em primeiro lugar, no bem das pessoas, na igualdade e inclusão dos cidadãos”. Foi com este alerta que o I Encontro de Serviço Social foi aberto, proferido pelo pároco e presidente do Centro Paroquial de Mouçós, Márcio Martins.


Perante alunos e diretores técnicos de IPSS’s, o fomentador do encontro frisou a necessidade de se “despolitizar a Segurança Social”, defendendo que só assim as necessidades dos cidadãos poderão ser compreendidas e satisfeitas.

Para intervir de forma eficaz, “o trabalho em rede e colaborativo é essencial”, salientou o presidente da União de Freguesias de Mouçós e Lamares, Hé

 

Se já é assinante faça aqui o seu login       ou       Clique aqui para ver OS EXCLUSIVOS da VTM

ASSINE AGORA A VOZ DE TRÁS OS MONTES

Acesso exclusivo e ilimitado
à edição digital
(site + e-paper)

Comentários