DR

PJ detém suspeito de atear incêndio em "vasta mancha florestal"

A Polícia Judiciária anunciou hoje que deteve um homem suspeito de ter ateado um incêndio em zona de floresta no concelho de Vila Pouca de Aguiar (Vila Real), em setembro de 2018, que colocou em perigo "vasta mancha florestal".


Em comunicado de imprensa, a Polícia Judiciária revela que deteve um homem de “44 anos de idade” e “jornaleiro” por ser suspeito da prática do crime de incêndio florestal registado no dia 23 de setembro de 2018, cerca da 21:00, em Bornes de Aguiar, concelho de Vila Pouca de Aguiar.

“O foco de incêndio colocou em perigo uma vasta mancha florestal, constituída por povoamento de pinheiro bravo e carvalho, bem como várias habitações, de valor consideravelmente elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros”, lê-se no mesmo comunicado.

O detido vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Comentários