VTM

7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL

14 doces tradicionais querem conquistar os portugueses

São vários os doces da região de Trás-os-Montes e Alto Douro que se encontram em votação para a eleição das 7 Maravilhas Doces de Portugal.


Das 907 candidaturas iniciais apresentadas ao concurso, promovido pela RTP, foram selecionados 140 doces para passar a esta fase, onde se encontram várias iguarias dos distritos de Vila Real e Bragança.

Nomeados para rumarem à final, no distrito vila-realense, encontramos doces tradicionais de Murça, Peso da Régua e Vila Real. O Toucinho do Céu e as Queijadas de Murça, os tradicionais Rebuçados da Régua e, em Vila Real, o conhecido Cavacório, a Crista de Galo, o Pito de Santa Luzia e a Gancha de São Brás, doces tradicionais com vários contos e lendas populares associadas.

Já no Nordeste Transmontano, a concurso estão várias iguarias de Torre de Moncorvo, Vimioso, Miranda do Douro, Mirandela e Bragança. A Amêndoa Coberta de Moncorvo, a Bola Doce Mirandesa, os Económicos, o Mel Biológico do Parque de Montesinho, o Pudim Azeitado, os Pastéis de Amêndoa de Vimioso e o Pudim de Castanha de Bragança são os doces mais conceituados da região que estão nomeados para Maravilhas de Portugal.

As eleições já estão em contagem decrescente. Para votar nos doces típicos do distrito de Vila Real pode fazê-lo ainda até amanhã, já para as perdições gastronómicas de Bragança pode votar até ao dia 19 de julho.

Os números de votação estão disponíveis no site oficial, em 7maravilhas.pt.

Comentários