DR

Eurorregião cria uma “Universidade sem fronteiras”

Acaba de ser lançado o projeto “Universidades sem fronteiras” (UNIF), em resultado da aliança das seis universidades da Eurorregião Galiza-Norte de Portugal (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Universidade do Minho, Universidade do Porto e as Universidades da Corunha, Santiago de Compostela e Vigo) com a Fundação Centro de Estudios Eurorregionais. 


A reunião para lançamento do projeto decorreu, na passada quinta-feira, na Universidade do Minho, que coordena, com a participação de todas as instituições, tendo a UTAD sido representada pelo vice-reitor para o Planeamento e Internacionalização, Artur Cristóvão. 
Trata-se de uma iniciativa inovadora, que situará a Eurorregião como um ator influente a nível europeu na inovação universitária e na criação de novas ferramentas de gestão transfronteiriça, no pressuposto de que a formação universitária do futuro tem como elementos inquestionáveis a internacionalização e o intercâmbio de conhecimentos entre disciplinas e espaços que comuniquem entre si com facilidade. 
Num momento em que entre as instituições europeias está a fomentar-se a criação de redes de universidades, as da Eurorregião Galiza-Norte de Portugal põem em marcha um projeto próprio que pretende eliminar as barreiras administrativas e burocráticas entre elas.
O objetivo final é consolidar o espaço transfronteiriço de ensino superior e de investigação da Eurorregião com titulações conjuntas que suponham uma melhoria das capacidades das universidades na criação de programas de estudos inovadores, cooperativos, mais criativos e com uma componente transfronteiriça e multidisciplinar. O projeto UNISF tem prevista a criação de dois títulos conjuntos de mestrado e outros dois de doutoramento, nos que participarão diversos departamentos das universidades que conformam o consórcio. 

Comentários