UCC Mateus

SAÚDE ENTRE LINHAS

Existem mochilas escolares ideais?

Este artigo aborda os comportamentos relacionados com a postura e a utilização da mochila escolar.


Tem como objetivo informar e sensibilizar os pais/encarregados de educação sobre os riscos das lesões que comportamentos incorretos podem causar na coluna vertebral e capacitá-los para a escolha adequada da mochila escolar, de forma a promoverem comportamentos corretos para as costas das crianças e jovens.
A prevalência de problemas músculo-esqueléticos da coluna vertebral, vulgarmente referidos como “dores nas costas”, nas crianças e jovens em idade escolar, é cada vez maior. Cerca de 40% dos jovens portugueses, entre os 10 e os 16 anos, queixam-se de ter sofrido dores nas costas pelo menos uma vez, nos últimos seis meses. Sabe-se igualmente que existe uma associação entre as queixas na adolescência e problemas músculo-esqueléticos da coluna vertebral na idade adulta.
Entre os fatores biomecânicos que podem estar associados a esta condição apontam-se os hábitos de atividade física (ou a falta deles), as más posturas mantidas no tempo, o transporte de mochilas desadequadas, utilizadas de forma incorreta (num só ombro ou pendurada até à anca) e com peso excessivo.
Estudos apontam os jovens do grupo etário 10-12 anos como sendo os mais expostos aos fatores de risco. Por outro lado, as crianças mais jovens (1º e 2º ano) ainda necessitam de ajuda e supervisão parental. Para tal, é necessário que os pais estejam esclarecidos relativamente aos aspetos relacionados com a aquisição da mochila escolar.

A MOCHILA IDEAL


 

Comentários