DR

Padre bombeiro adquire desfibrilhador para salvar vidas

É padre há 15 anos e bombeiro há quatro. Comprou um desfibrilhador para poder salvar vidas numa região onde o socorro, por vezes, demora a chegar.


Humberto Coelho, de 42 anos, é padre em Carrazeda de Ansiães e bombeiro voluntário em Mirandela. Em ambas as funções, está habituado a lidar com situações menos boas, incluindo a morte. Diz que já cumpriu dois sonhos, ser padre e ser bombeiro, mas que ainda lhe falta um: ser maquinista de comboios. “Ainda tenho esperança que alguém me deixe conduzir um”

 

Se já é assinante faça aqui o seu login       ou       Clique aqui para ver OS EXCLUSIVOS da VTM

ASSINE AGORA A VOZ DE TRÁS OS MONTES

Acesso exclusivo e ilimitado
à edição digital
(site + e-paper)

Comentários