João Vilela

EDITORIAL

Época de partilha

Vivemos tempos de mudanças constantes, algumas difíceis de compreender e até de acompanhar. Mas nada deve impedir que nesta época possamos partilhar sentimentos com todos os que nos rodeiam. 


O Natal celebra o nascimento de Jesus Cristo, que associamos a  paz, esperança e alegria. 

Esta época deve ser muito mais do que o materialismo próprio desta quadra, e que “adultera” o verdadeiro espírito natalício.

Tal como refere o poema de Ary dos Santos “Natal (...) é quando um homem quiser”, e não deve ser só esta quadra a motivar-nos para partilhar sentimentos, a celebrar o amor, a fraternidade, amizade, família, e muitos outros. Mas esta é, talvez, a altura do ano onde os sentimentos mais se revelam, essencialmente pelo espírito familiar associado. 

Neste momento de reflexão devemos partilhar o verdadeiro espírito de Natal durante todo o ano. A felicidade destes dias deve ser propagada no tempo. O “esquecimento” dos problemas e das tristezas, nesta fase, em que nos concentramos naqueles que amamos e nos são mais próximos deve ter continuidade, permitindo que ao longo do ano possamos partilhar mais atenção com a família.

E porque estamos a terminar 2019, importa referir que foi um ano de crescimento para o Jornal A Voz de Trás-os-Montes (VTM), num projeto de crescimento contínuo que visa, em primeira linha, informar mais e melhor. Assim, além da satisfação pelos sucessos alcançados  no ano que agora termina, podemos antecipar que o próximo ano trará muitas (e boas) novidades, que em breve daremos conta. 

Em nome de A Voz de Trás-os-Montes desejamos aos colaboradores, parceiros, leitores, assinantes, anunciantes e a todos os Transmontanos e Alto Durienses um Santo e Feliz Natal e que 2020 seja um ano pleno de sucessos e partilha. 

Comentários