MF

População preocupada com abatimentos na estrada provocados por mina

Deputados municipais acusam DGEG de “inércia”. No entanto, esta contrapõe e diz que irá apresentar um “plano de intervenção que, caso se justifique, poderá envolver uma intervenção imediata, além da intervenção mais complexa, a prazo”.


A principal estrada de acesso às localidades de Campo de Jales, Cidadelhe de Jales e Reboreda a Vila Pouca de Aguiar está cortada desde o dia 22 de novembro devido aos abatimentos de terra. A situação não é nova e a população reclama medidas para resolver o problema, que parece não ter fim à vista. 

Neuza Pires, que mora a escassos metros do último abatimento, lamenta o “pingue

 

Se já é assinante faça aqui o seu login       ou       Clique aqui para ver OS EXCLUSIVOS da VTM

ASSINE AGORA A VOZ DE TRÁS OS MONTES

Acesso exclusivo e ilimitado
à edição digital
(site + e-paper)

Comentários