MF

BE defende transportes públicos "tendencialmente gratuitos"

O Bloco de Esquerda (BE) defendeu hoje a “gestão municipal” dos transportes públicos de Vila Real, um serviço “tendencialmente gratuito” e que sirva as aldeias e a substituição da frota por viaturas não poluentes.


O BE de Vila Real apresentou, em conferência de imprensa, um manifesto “para um transporte público digno de uma cidade que se quer de vanguarda” e reivindicou para o município transmontano transportes “verdes, seguros sustentáveis e universais”.

Pedro Oliveira, dirigente bloquista, afirmou que é “fundamental que este serviço de mobilidade seja de gestão pública”, que garanta uma “cobertura territorial e social” e que respeite o “direito à mobilidade sem o condicionamento de ser uma atividade lucrativa”.

O bloquista Luís Santos defendeu também o fim da concessão dos transportes e sublinhou que o novo concurso público, já anunciado pela autarquia, “deve ser abandonado”.

Atualmente, o serviço está a ser explorado pela transportadora Rodonorte.

Pedro Oliveira defendeu o “aumento de rotas e linhas existentes, o alargamento da oferta para as freguesias rurais e a substituição gradual do material circulante para uma frota composta por viaturas não poluentes (elétricos, hidrogénio)”.

O dirigente reclamou ainda “transportes públicos em Vila Real tendencialmente gratuitos”, uma medida que disse que pode ajudar “a reduzir o trafego rodoviário e a poluição”.

Comentários