Luís Carlos T. Monteiro

FUTEVBOL

Obras no Calvário praticamente concluídas

As obras de reparação do campo do Calvário decorrem a bom ritmo e nem a pandemia do novo coronavírus impediu os profissionais da empresa de Ribeira de Pena de avançar com os trabalhos.


Pela rápida visita que a VTM fez ao local, a bancada está praticamente pronta, faltando apenas a colocação das cadeiras naquele espaço onde a grua caiu e derrubou a cobertura. Agora, os trabalhos estão focados no relvado sintético, que já tem a relva colocada, faltando a parte mais importante, a fixação da relva, de forma a que o campo consiga novamente a certificação da FIFA.

Em declarações à VTM, o presidente do clube, Francisco Carvalho, revelou que até ao final desta semana, as obras ficarão praticamente concluídas. “Estou a acompanhar de perto os trabalhos no campo e acredito que até ao final da semana possam estar concluídos”, frisou, adiantando que esta situação, que se prolongou por cerca de um ano e meio acarretou “muitos prejuízos” para o clube. “Em breve vou apresentar as contas e posso desde já adiantar que os prejuízos pela não utilização do campo rondam os 40 a 50 mil euros”.  

A reparação do Calvário irá custar aos cofres da autarquia 286 mil euros, depois de os responsáveis pela queda da grua numa noite de temporal não terem assumido os danos causados na infraestrutura.

Aquando da consignação da empreitada, que aconteceu em janeiro, o presidente da autarquia anunciou que avançou com uma ação judicial contra a empresa privada e a seguradora. “É inaceitável que uma empresa privada e uma empresa de seguros considerem que é normal prejudicarem centenas de crianças, danificarem propriedade pública e saírem impunes dessa situação. Enquanto eu for presidente da autarquia de Vila Real, estas situações não vingarão”, referiu na altura, acreditando que a autarquia será ressarcida do investimento que está a realizar.

Recorde-se que, na madrugada de 26 de novembro de 2018 verificaram-se fortes rajadas de vento, que acabaram por tombar uma grua de grandes dimensões sobre o campo de futebol do Calvário, provocando danos nas bancadas e no relvado sintético avaliados em 286 mil euros.

Comentários