João Gonçalves

Vivemos tempos difíceis


Estamos a viver tempos difíceis, um tipo de vivência nova, como novo é este coronavírus que nos encontra a nós humanos, à escala do planeta, completamente indefesos, sem qualquer nível de imunidade.

Nesta luta coletiva, a atitude de cada um conta muito, tanto para a sua proteção como para a proteção de outros, pois o fácil e rápido contágio é uma dificuldade acrescida.

Para que a situação seja controlada importa ter a noção real do problema, que é muito grave, mas também mantermos todos a serenidade e agirmos de modo a colaborar com as indicações das Autoridades.

Mantermos a chamada distância social, praticarmos a etiqueta respiratória, lavarmos as mãos com frequência, restringirmos os movimentos permanecendo o mais possível em casa, são rotinas que deveremos manter nas nossas preocupações diárias.

Igualmente importante é o respeito pelas quarentenas impostas pela Autoridade de Saúde, sejam consequência de suspeitas de covid19 ou por confirmação da doença. Também o isolamento profilático durante 14 dias de todos aqueles que entram no País é fundamental para proteger a população residente. Tanto quanto possível devem adiar estas visitas tanto do agrado nestes tempos próximos da Páscoa. Lembrem-se que à vossa espera estarão em muitos casos familiares, que fruto da idade e/ou de doenças crónicas, pertencem aos grupos de maior risco.

Se todos colaborarmos, procedendo mesmo com alguns sacrifícios ao que a situação nos obriga, poderemos sair deste período tão difícil com sentimento de menores perdas em relação às piores expectativas. Poderemos depois respirar de alívio e voltarmos a construir um futuro mais risonho. Mas primeiro deveremos superarmo-nos e convencermo-nos de que a Atitude de Cada Um Conta e Conta Muito.

Comentários