DR

\\ CORONAVÍRUS

Ministério da Administração Interna garante mais rapidez nos testes às forças de segurança

Líderes sindicais reuniram hoje com o secretário de estado da Administração Interna para discutirem assuntos relacionados com a pandemia de Covid-19.


Carlos Torres, presidente do Sindicato Independente dos Agentes de Polícia (SIAP), e agente da PSP em Vila Real, foi um dos líderes sindicais que marcou presença nesta reunião. À VTM disse não ter saído da mesma "totalmente satisfeito".

"O secretário de Estado da Administração Interna admitiu que é realmente um problema a existência de muitos polícias inativos, por motivos de infeção por coronavírus ou por estarem em isolamento profilático", frisou.

Em Vila Real, por exemplo, "estão entre 10 a 15 polícias em isolamento", depois de ter sido confirmado um caso positivo num dos agentes do comando. O difícil acesso aos testes de despistagem e o facto de muitos não apresentarem sintomas levou Carlos Torres a questionar a tutela sobre possíveis soluções.

"O que nos foi dito é que o Governo vai avançar com testes que permitem ver quem é imune ao vírus de forma a que esses agentes sejam enviados para a linha da frente e todos os outros fiquem na retaguarda, mais protegidos", explicou

A questão dos turnos esteve também em cima da mesa. "De manhã ouvi o discurso do senhor ministro e ele dizer que estamos a trabalhar em espelho é mentira. Ou está a ser enganado ou não está a perceber bem a informação que lhe é dada. Os turnos são os mesmos que eram antes da pandemia, não há alterações, o que nos deixa apreensivos", conta Carlos Torres, acrescentando que "algo tem de ser feito porque as esquadras começam a fechar e qualquer dia não há polícias para garantir a segurança da população".

Questionado pela VTM sobre os agentes da PSP de Vila Real que tiveram contacto com o polícia infetado, o líder sindical revelou que "estão de quarentena e realizaram testes no sábado. Os resultados devem estar disponíveis na próxima quinta-feira. Quatro dos cerca de 15 que estão em isolamento já apresentam sintomas".

Em todo o país existem "100 agentes infetados" pelo novo coronavírus "e cerca de 600 em isolamento".

"A garantia que nos foi dada é que os testes aos elementos das forças de segurança vão ser feitos com mais rapidez e também os resultados vão ser conhecidos mais cedo" para evitar a propagação do vírus, rematou Carlos Torres.

Comentários