DR

COVID-19

Professor da UTAD em colaboração com a OMS

Romeu Mendes integra a equipa do Gabinete Regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde (OMS) no âmbito da resposta à COVID-19.


É médico especialista em Saúde Pública e professor auxiliar convidado do Departamento de Ciências do Desporto, Exercício e Saúde da UTAD e está a colaborar com o Gabinete Regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde (OMS) no âmbito da resposta à COVID-19, especificamente na estruturação dos serviços de saúde dedicados às pessoas com doenças crónicas não transmissíveis, como a obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, cancro, doenças respiratórias crónicas, depressão, e demências.

Doenças que para Romeu Mendes são a “principal causa de incapacidade e mortalidade em Portugal e no mundo, e parecem aumentar o risco de gravidade da doença provocada pelo SARS-CoV-2”.

O médico frisa que “as medidas de confinamento e distanciamento social, associadas a elevados níveis de stress, parecem potenciar os fatores de risco para as doenças crónicas não transmissíveis, como a alimentação não saudável, a inatividade física e o sedentarismo, o consumo de tabaco, e o abuso do álcool”.

Um dos trabalhos desta equipa da OMS foi recentemente publicado no The Lancet, uma das mais prestigiadas revistas científicas do mundo.

Nesta publicação são apontadas “várias estratégias e considerações práticas destinadas ao acompanhamento das pessoas com doenças crónicas não transmissíveis durante as diferentes respostas à pandemia de COVID-19”. Estas ações envolvem os cidadãos, as famílias, os cuidadores, e os profissionais de saúde.

Os autores realçam ainda a “importância de prevenção e controlo destas doenças e dos seus fatores de risco, em preparação da resposta a futuras potenciais pandemias”.

 

Comentários