Arquivo VTM

Aberto concurso público para reabilitação da linha do Douro entre Pinhão e Tua

A Infraestruturas de Portugal (IP) abriu o concurso público para a reabilitação de 12,5 quilómetros da linha do Douro, entre as estações do Pinhão e Tua, pelo preço base de 4,9 milhões de euros.


A IP disse hoje que se trata de uma “ação de requalificação da infraestrutura de via, desenvolvida no âmbito do plano de manutenção” da empresa, que visa “promover a melhoria dos níveis de segurança, qualidade e disponibilidade da infraestrutura ferroviária e, consequentemente, os níveis de comodidade e serviço para os passageiros”.

A empreitada, segundo acrescentou, incidirá num troço com cerca de 12,5 quilómetros, entre os quilómetros 127,059 e 139,500 da linha do Douro, entre as estações do Pinhão, no concelho de Alijó, distrito de Vila Real, e do Tua, em Carrazeda da Ansiães, distrito de Bragança.

O concurso público, publicado na sexta-feira em Diário da República (DR), foi lançado com o preço base de 4,9 milhões de euros e o prazo de execução da intervenção é de 300 dias.

De acordo com a IP, a empreitada prevê a “substituição integral das travessas de madeira por travessas de betão bibloco, a substituição de carril e transformação de barra curta em barra longa soldada”.

A empresa foi autorizada, pelos ministros das Finanças e das Infraestruturas e da Habitação, a proceder à repartição de encargos relativos ao contrato para a empreitada da “Linha do Douro - Reabilitação da Superestrutura de Via entre Pinhão e Tua”, de acordo com uma portaria publicada em DR a 07 de maio.

A Infraestruturas de Portugal destacou ainda o investimento efetuado na linha do Douro, ao longo dos últimos anos, nomeadamente as “diversas empreitadas de estabilização de taludes com um investimento associado na ordem dos cinco milhões de euros”.

Neste âmbito, acrescentou, foram realizadas intervenções de manutenção com vista à reparação de zonas em que foram identificados sinais de instabilidade, minimizando possíveis riscos naturais de queda.

Explicou que esta “atuação preventiva assegura uma forte melhoria das condições de segurança, disponibilidade e fiabilidade da infraestrutura ferroviária”.

A IP disse ainda que irá continuar a investir em ações de manutenção e reparação de taludes na linha do Douro e adiantou que estão previstas, para os próximos anos, várias ações que, no seu conjunto, representam um investimento de cerca de 20 milhões de euros.

Comentários