Carlos Sousa

Club de Vila Real vai ser despejado esta quinta-feira

No ano em que completa 125 anos, a associação deixa edifício histórico na avenida Carvalho Araújo.


É um capítulo negro na história do Club de Vila Real, uma associação que respira cultura e desporto.

Esta quinta-feira, fecham-se as portas da sua sede na avenida Carvalho Araújo, num dos mais emblemáticos edificios da cidade, que há muito pede obras de requalificação, mas para as quais os senhorios nunca mostraram abertura.

"Num edifício histórico mas igualmente degradado, têm sido constantes os problemas com o imóvel existindo mesmo a obrigatoriedade de obras por parte da Proteção Civil desde 2018, contudo os senhorios nunca se disponibilizaram para concretizar as mesmas", refere a direção, em comunicado.

No documento lê-se ainda que "sem condições para pagar os cinco meses de rendas que ficaram em atraso desde o início desta crise pandémica, e sem qualquer apoio ou ajudas, o Club é obrigado a abandonar a sua sede centenária até ao fim do presente mês de julho e em acordo com os senhorios do imóvel", acrescentando que "apesar das sucessivas tentativas, nunca existiu disponibilidade ou abertura por parte do poder local para trabalhar com a nossa associação".

As portas da atual sede do Club de Vila Real fecham-se amanhã, dia em que se oficializa o despejo.

Comentários