Arquivo/VTM

Dois homens condenados por burlarem cadeia de Izeda

Dois antigos reclusos do Estabelecimento Prisional de Izeda vão regressar à prisão, após serem condenados por burlarem a cadeia.


O Tribunal de Bragança condenou hoje os dois homens, de 43 e 45 anos, a prisão efetiva, um a dois anos e 10 meses e o outro a dois anos e meio. Terão, ainda, de devolverem à cadeia de Izeda, de forma solidária, cerca de 3.500 euros.

Os factos remontam a 2014, quando os dois antigos reclusos terão conseguido a senha de acesso ao sistema informático para compras no bar e cantina e arrecadado “grandes quantidades de produtos” com carregamentos não autorizados em cartões de vários reclusos, sem o conhecimento dos mesmos.

Os dois arguidos foram condenados pelo crime de burla informática por atos praticados no período entre 20 de junho e 28 de agosto de 2014.

A alegada burla foi descoberta pelo responsável do sistema de acesso ao bar e à cantina, que se terá deparado com quantidades de produtos em falta fora do normal.

Na posse da palavra-passe, os dois reclusos terão efetuado entre 20 de junho e 28 de agosto, vários carregamentos não autorizados em 13 cartões de outros reclusos que não usavam regularmente o serviço, segundo a acusação.

A palavra-passe foi entretanto alterada e os prejuízos avaliados em quase 3.500 euros, valor que terá de ser devolvido ao Estado reclama com juros.

Comentários