Arquivo VTM

Depois de Salto, autarquia reforça medidas em Montalegre

Concelho tem duas cadeias de transmissão.


A câmara municipal de Montalegre fez, esta quarta feira, o ponto de situação relativamente à crise pandémica de Covid-19, revelando que existem, neste momento, duas cadeias de transmissão no concelho, uma em Salto e outra em Montalegre.

“Em Salto, até ao momento, há 52 casos registados, espalhados pelo Lar Nossa Senhora

do Pranto, Bombeiros Voluntários, Escola Secundária do Baixo Barroso, escola de Salto e

particulares. Em Montalegre, foi-nos informado que o Centro de Saúde apresenta casos bem como o Lar São José e particulares”, pode ler-se no comunicado divulgado.

Face à situação que o concelho está a viver, o município decidiu implementar mais medidas de forma a conter a propagação do vírus, alterando o horário dos funcionários municipais de forma a reduzir o número de presenças em atividade de funções, desconcentrando os horários das brigadas externas, encerrando o castelo de Montalegre e as feiras de Montalegre e Salto e estabelecendo as 22 horas para o encerramento de estabelecimentos de restauração e café.

Solicitou ainda aos párocos do concelho a diminuição, “ao máximo possível”, das celebrações litúrgica e a proibição de participação em velórios.

Orlando Alves, presidente da câmara, e “face à constatação de o vírus estar disseminado por todo o território concelhio, apelou a que todos permaneçam em casa e evitem saídas desnecessárias e concentrações sem o necessário distanciamento e ao uso permanente de máscara e higienização continuada das mãos.

“Se todos assim fizermos, sairemos vencedores. Uma palavra de muito apreço às instituições que mais de perto são obrigadas a envolver-se no combate ao vírus e uma outra de solidariedade para todos quantos testaram positivo assim como às respetivas famílias”.

Comentários