DR

Extensões de saúde encerradas e consultas presenciais reduzidas

Após reunião da Comissão Municipal da Proteção Civil, Montalegre reforçou as medidas para que “se estanquem os vários surtos em desenvolvimento” no concelho. 


Em comunicado, o município de Montalegre informou que, devido ao “aumento generalizado de casos positivos Covid-19 e o efeito multiplicador que as cadeias de transmissão conhecidas potencia”, cafés, restaurantes, bares, cabeleireiros e comércio em geral passam a funcionar das 10h às 19h, em “toda a área territorial do concelho de Montalegre”, à exceção de farmácias, padarias e postos de combustível.

O documento refere ainda que o ACES do Alto Tâmega e Barroso “determinou o encerramento das Extensões de Saúde do concelho e a redução das consultas presenciais no Centro de Saúde, bem como a total desinfeção da estrutura”.

A autarquia e Comissão Municipal de Proteção Civil relembra que “prevalecem as demais medidas constantes no comunicado tornado público na passada quarta-feira e que estão relacionadas com os horários dos funcionários ao serviço do município, serviços municipais e feiras”, apelando, mais uma vez, “ao uso generalizado da máscara, mesmo em espaços abertos, ao distanciamento social, etiqueta respiratória, higienização e desinfeção constante das mãos”.

Orlando Alves, presidente do município, diz que as medidas que “contrariados, somos obrigados a anunciar, prenunciam, sem qualquer disfarce ou mistificação, a gravidade do momento que estamos a viver, mas que espero sejam por todos entendidas e acatadas”, informando que, caso as recomendações não forem cumpridas “pode-se avançar para medidas mais severas e de cumprimento obrigatório”.

“Confinamento não implica isolamento. Neste sentido, os serviços municipais, as associações de bombeiros e os Presidentes de Junta estão disponíveis para assumir a entrega de bens essenciais a quem precisar”.

Comentários