Carolina T. Lopes e Elsa Nibra

Equipas de saúde levam vacina contra a gripe às aldeias

Este ano, face à pandemia de Covid-19, e de forma a evitar deslocações dos mais velhos aos centros de saúde, são os centros de saúde a ir ter com os utentes, às suas aldeias. A VTM acompanhou duas destas ações de vacinação, uma na freguesia do Alvão, em Vila Pouca de Aguiar, e outra na freguesia de Andrães, no concelho de Vila Real


Na freguesia do Alvão, em Vila Pouca de Aguiar, dos cerca de 1000 habitantes, mais de 60% tem 65 ou mais anos, idade a partir da qual a vacina contra a gripe é gratuita. 

Se em anos anteriores, as pessoas deslocavam-se aos centros de saúde para lhes ser administrada a vacina, este ano, de pandemia, o ACES (Agrupamento de Centros de Saúde) do Alto Tâmega e Barroso decidiu levar a mesma às freguesias para evitar deslocações e minimizar o risco de contágio pela Covid-19. 

“Assim escusamos de nos deslocar daqui até Vila Pouca de Aguiar”, referiu Maria Queiroga de 67 anos, à porta da antiga escola primária da Lixa do Alvão, depois de tomar a vacina pelo quarto ano consecutivo. 

Com 70 anos, Fernando Fernandes também se deslocou ao local para tomar a vacina dizendo que, trazer o centro de saúde à sua freguesia, foi o melhor que as autoridades de saúde fizeram porque “ter que ir lá abaixo ao centro tornava-se um obstáculo”. O septuagenário tem “vivido mal e cheio de medo” com o &

 

Se já é assinante faça aqui o seu login       ou       Clique aqui para ver OS EXCLUSIVOS da VTM

ASSINE AGORA A VOZ DE TRÁS OS MONTES

Acesso exclusivo e ilimitado
à edição digital
(site + e-paper)

Comentários