DR

GNR detém mulher por violação de confinamento obrigatório

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve uma mulher de 79 anos, em Lamego, por violar o dever de confinamento obrigatório.


“O Comando Territorial de Viseu da GNR, através do Posto Territorial de Lamego, deteve, no dia 11 de novembro, uma mulher de 79 anos por violação do dever de confinamento obrigatório, na localidade de Lamego”, afirma a Guarda, em comunicado.

Segundo a nota de imprensa, “a detida, já referenciada pelo incumprimento do confinamento obrigatório no domicílio decretado pela Autoridade de Saúde Pública devido à covid-19,”, uma vez que se trata de uma cidadã infetada pelo novo coronavírus.

A mulher, esclarece o comunicado, “foi intercetada quando regressava à sua habitação, após se ter dirigido a um estabelecimento comercial”. O regresso a casa foi feito “depois de reunidas todas as condições de segurança” e “acompanhada pelos militares”.

A GNR esclarece que a detida, por ter cometido um crime de desobediência, foi constituída arguida, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Lamego.

Comentários