Rafael Neto

Lobas foram impotentes para contrariar o CLIP

Pela 5ª jornada do Campeonato Nacional da 2ª Divisão, o BCVR deslocou-se ao Porto e sofreu uma pesada e inesperada derrota diante do Colégio Luso Internacional do Porto (CLIP).


E dizemos inesperada pela classificação das duas equipas, que permitia antever um jogo equilibrado. Devido às lesões e à quarentena imposta a uma parte do plantel, as vila-realenses partiram para o jogo com muitas baixas, tendo a equipa limitada a oito atletas. A estes contratempos, o CLIP apresentou-se para o jogo reforçado com algumas jogadoras da equipa principal, que lidera, neste momento, a Fase Norte da 1ª Divisão, que normalmente não participam na equipa B. 

Apesar de tudo, as Lobas entraram bem no jogo e chegaram a dominar a partida nessa fase. Contudo, a partir do 2º período, o CLIP aumentou a pressão defensiva e as Lobas começaram a ceder. Ao intervalo, as portuenses já detinham 20 pontos de vantagem e praticamente sentenciaram o jogo. 

Na segunda parte manteve-se a superioridade do CLIP, que reforçado, não teve dificuldades de dilatar a sua vantagem, dado o alto nível apresentado com as jogadoras da equipa A. Assim, tornou-se natural o resultado, justo e sem qualquer discussão.

A título individual, uma nota positiva para Leonor Rodrigues, que alcançou 20 pontos na classificação MVP (Jogador Mais Valioso) no encontro de sábado, bem coadjuvada por Ana Sampaio, Margarida Monteiro e Floor Weustink.

Comentários