DR

Duas mortes e 38 casos positivos no Lar de Ligares

O Lar Monsenhor Júlio Martins, em Ligares, Freixo de Espada à Cinta, distrito de Bragança, registou hoje a morte de duas idosas e tem 38 casos de infeção por SARS-CoV-2, entre utentes e funcionários, disse fonte da instituição.


"Nas últimas horas temos a registar a morte de duas mulheres, de 84 e 94 anos, vítimas de covid-19 e que tinham outras patologias associadas", afirmou a irmã Maria José Oliveira, responsável por aquela unidade social de caris religioso.

Segundo a responsável, o lar, que é gerido pelas Servas Franciscanas de Jesus Sacramentado, tem 28 utentes e 10 funcionários infetados com o novo coronavírus.

"Todos os utentes infetados estão estáveis e assintomáticos", acrescentou.

O primeiro caso positivo para o novo coronavírus naquela instituição foi registado em 12 de novembro, o que motivou a realização de uma reunião de emergência no dia seguinte e que juntou vários organismos e forças de segurança.

"Após uma primeira testagem a 33 utentes, 30 deram positivo para o novo coronavírus, e mais seis funcionários e a diretora do lar (…). O primeiro caso de infeção foi detetado após teste realizado a uma colaboradora", indicava à data o presidente da junta de freguesia de Ligares, Ademar Bento.

Segundo responsáveis pelo lar, numa segunda testagem o número de funcionários infetados subiu para uma dezena.

Segundo Maria José Oliveira, uma Equipa de Emergência da Segurança Social tem ajudado a prestar apoio, tratando-se de “uma pequena ajuda”, mas que foi preciosa.

"Neste contexto, procedemos a contração de mais pessoal auxiliar e contámos com ajudas de funcionárias do lar para continuar a normalizar a situação vivida", concretizou.

O lar particular Monsenhor Júlio Martins já foi desinfetado pelos bombeiros de Freixo de Espada à Cinta.

Segundo o último boletim epidemiológico emitido na quarta-feira pela Unidade de Saúde Local (ULS) Nordeste, o concelho de Freixo de Espada à Cinta regista 125 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a covid-19.

Portugal contabiliza pelo menos 4.127 mortos associados à covid-19 em 274.011 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Durante a semana, o recolher obrigatório tem de ser respeitado entre as 23:00 e as 05:00, enquanto nos fins de semana e feriados a circulação está limitada entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo e entre as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira.

Comentários