DR

ESPECIAL FREGUESIAS — ARROIOS

Freguesia com qualidade de vida

Arroios é uma freguesia de perfil semiurbano do concelho de Vila Real 


A ocupar uma área de quase 3km² e com 1003 eleitores, Arroios agrega no seu território os seguintes lugares: Alto, Arroios, Cabana, Couto, Ribaboa, Torneiros e Vilalva. No que respeita ao topónimo, conta-se que as três nascentes existentes na localidade dão origem ao nome, uma vez que o termo “arroio” é sinónimo de “regato”. Dista 5,2 quilómetros da sede do concelho, e a sua paisagem carateriza-se pelo terreno declive, um pouco argiloso e com pequenos afloramentos de granito. Beneficiada pela situação geográfica, dispõe de um terreno fértil que permite aos fregueses cultivar, ano após ano, as suas hortas e daí colher produtos de extrema qualidade. Foi neste cenário agradável que encontrámos Ivo Moreira, empresário e atual presidente da junta de freguesia, para nos falar sobre como é viver em Arroios. 

“Arroios está fortemente ligado à cidade de Vila Real, no entanto, podemos observar duas realidades: a freguesia continua a ter  pessoas que vivem da agricultura, que cultivam os seus terrenos para depois venderem os produtos no mercado, mas por outro lado, uma grande parte dos residentes trabalham na cidade”, explica o atual representante da freguesia. Ainda que próximos da zona citadina, Ivo Moreira acredita que Arroios ainda carece de algumas melhorias, sobretudo no que respeita aos acessos, ao alargamento de estradas ou outras estruturas que forneçam melhores condições para quem ali vive. 

No entanto, segundo o presidente, não faltam razões para gostar de morar em Arroios, não fosse esta uma das freguesias do concelho de Vila Real que mais atividades dinamiza. “Num ano normal, sem as restrições e cuidados impostos pela Covid-19, a freguesia de Arroios disponibiliza às pessoas cerca de duas atividades por mês, onde procuramos envolver toda a população”. A organização e promoção destas ações implica sempre uma estreita colaboração entre a junta de freguesia, a Associação Cultural e Desportiva de Arroios e o Centro Social São João de Arroios. O projeto Capela, o Raid TT, as corridas dos carrinhos de rolamentos, as marchas de Santo António, o cantar das janeiras, a arruada do 25 de abril, o passeio sénior e a mostra de Natal, são apenas algumas das atividades dinamizadas ao longo do ano. 

Este ano, movidas pela solidariedade, a freguesia de Arroios promoveu uma angariação de fundos, cujo valor total (1920 euros) reverteu para a criação de material oferecido aos profissionais de saúde que se encontram no combate à Covid-19. “Numa altura em que o material era escasso, abrimos a conta da freguesia para que as pessoas pudessem fazer as suas doações e esse dinheiro foi investido na criação de viseiras para os profissionais de saúde”, refere Ivo Moreira. 

A ponte medieval na Ribeira de Tourinhas, a calçada romana no centro de Torneiros, a Igreja Matriz e a Capela de Arroios são pontos de interesse que podem ser visitados na localidade. No que diz respeito a este património histórico-cultural, a preservação e valorização são pontos de ordem. Neste sentido, e de forma a proporcionar uma melhor experiência a quem visita Arroios, o presidente contou à VTM que “vamos criar um roteiro turístico na freguesia, para tentar valorizar tudo aquilo que temos de bom”. 

“PROJETO CAPELLA TRAZ FESTA E CULTURA À ALDEIA”

Trata-se de um projeto que alia os produtos da agricultura local à cultura, à arte e à música, e que, em meados de agosto, traz muita gente à freguesia. Desde 2016, o projeto tem levado à praça da Capela de Arroios um momento de festa, onde todos podem degustar produtos das hortas férteis, ao mesmo tempo que são contemplados com momentos de teatro, música, poesia, pintura e escultura realizados por artistas convidados ou por pessoas da terra. 

Com o apoio da junta de freguesia local, esta é uma iniciativa organizada pela Greengrape, e de acordo com a sua fundadora, Celeste Pereira, “falamos de um projeto de parcerias, de gente e instituições com vontade de fazer acontecer”. No ano passado, este espírito de festa contou com uma vertente solidária, tendo revertido o valor angariado para os Bombeiros Voluntários da Cruz Verde. Nos últimos anos, o projeto Capella tem valorizado também o Tomate Coração de Boi do Douro. 

“COM UMA ESCOLA REPLETA DE CRIANÇAS, TEMOS UMA FREGUESIA CHEIA DE VIDA”

Durante anos, por força de alguns processos de reorganização administrativa, a Escola Primária de Torneiros esteve encerrada, mas um projeto apresentado por um grupo de pais ao Agrupamento Morgado Mateus, fez com que este recreio voltasse a ter vida no ano letivo 2017/2018.  Atualmente, a freguesia possui ensino Pré-Escolar e 1º ciclo, acolhendo assim cerca de 100 alunos. Carla Martins, professora na escola de Torneiros, refere que “tem existido uma grande dinamização de projetos, onde foram envolvidas as pessoas da freguesia e criadas parcerias com instituições locais, com total apoio da junta de freguesia”. O modelo de ensino, o espaço exterior, a proximidade e toda esta dinâmica é um trabalho que tem dado frutos, uma vez que já existem crianças em lista de espera para frequentar a escola. “Se tivéssemos outras condições físicas, haveria a possibilidade de albergar mais crianças. Como tal, continuamos sempre à procura de mais e melhores condições, mas estamos muito contentes por estar aqui”, sustenta a professora.

“DAR VALOR AOS PEQUENOS PRODUTORES”

A “Horta da Bila” é uma iniciativa que pretende valorizar os pequenos produtores que diariamente trabalham as suas terras na freguesia de Arroios. Numa zona onde a terra fértil e a água abundante são o segredo para a qualidade dos produtos, Ivo Moreira diz que isto “é uma forma de promover a freguesia fora daqui. A ideia é que quando alguém precise de produtos hortícolas, se lembre dos produtores de Arroios”. Os produtos hortícolas podem ser encontrados no mercado de Vila Real e ao longo da estrada nacional que atravessa a localidade. Para o responsável da freguesia,”Horta da Bila” é um título que pretende dar visibilidade a todos os pequenos produtores, ajudando-os a fomentar o negócio”. Para além das diferentes mostras em que participam, as hortas dos produtores são promovidas pontualmente nas redes sociais da freguesia. Nesse sentido foi realizada parceria entre a junta e a Growgreen Food Association.

ASSENTE NO ASSOCIATIVISMO 

Uma das grandes responsáveis pela dinamização da freguesia de Arroios é a Associação Cultural de Torneiros, que conta já com 36 anos de existência. Formada por elementos jovens, tem trabalhado no sentido de promover a cultura e o desporto, sendo a responsável pela organização do RAID TT, que traz até à localidade participantes de vários pontos do país. Deste grupo faz parte, também, uma tuna, que para além de estar presente iniciativas promovidas em Arroios, é convidada para outros eventos, como casamentos.

O Centro Social e Cultural de S. João de Arroios (CSJA) prepara-se agora para dar um passo importante, uma vez que avançou com uma candidatura para a construção de um lar de idosos. De acordo com a direção, “trata-se de um projeto que nos deixa a todos muito orgulhosos pela sua qualidade e por tudo aquilo que ele vai poder oferecer aos seus futuros utentes, desde logo pela sua localização e envolvência”. A localização da infraestrutura em causa vai ser na freguesia de Arroios, com uma paisagem mista onde se pode desfrutar das vistas para as serras do Alvão e do Marão. A aprovação do projeto está prevista acontecer no próximo ano. 

Comentários