DR

Vinhais decide não cobrar rendas municipais durante este ano

A Câmara de Vinhais, no distrito de Bragança, decidiu isentar durante todo o ano de 2021 as famílias e empresas do pagamento de rendas dos edifícios municipais para atenuar os efeitos da pandemia de covid-19, divulgou hoje a autarquia.


A medida foi aprovada em reunião de Câmara, na segunda-feira, e junta-se “às já tomadas pela autarquia desde o início da pandemia de covid-19, que tem exigido da parte do poder local uma maior preocupação pelo bem-estar social e financeiro das famílias”.

O município transmontano justifica ainda que “o estado atual da evolução da doença no país e no concelho de Vinhais exige a aplicação de medidas extraordinárias no setor social e económico, de forma a reduzir as consequências desta crise”.

O executivo municipal decidiu ainda manter este ano a medida já adotada em 2020 de apoio aos produtores pecuários, com a autarquia a assumir os custos da desparasitação de todos os animais”, num concelho onde este setor tem relevância económica, nomeadamente no fumeiro certificado.

Além de custear a desparasitação efetuada pela Organização de Produtores Pecuários (OPP), a autarquia decidiu ainda comparticipar os medicamentos utilizados para terapêutica de bovinos, ovinos, caprinos e suínos que sejam assistidos pelo piquete veterinário.

As medidas de apoio ao setor pecuário aplicam-se a todo o ano de 2021 e implicam um investimento municipal de 25 mil euros.

“Sendo este um setor de importância vital para o concelho de Vinhais e atendendo que os efeitos da pandemia se mantêm, sem ter ainda um fim à vista, é fundamental apoiar os produtores do concelho”, sustente a autarquia.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.129.368 mortos resultantes de mais de 99,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 10.721 pessoas dos 643.113 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

Comentários