DR

Câmara reforça apoio social à população sénior

A câmara municipal aprovou, na última reunião de câmara, uma medida de apoio na aquisição de medicamentos à população sénior do concelho.


Com efeitos retroativos a 1 de janeiro, o município anuncia que vai “suportar 50% do custo com a compra de medicação, com receita médica e comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), a pessoas com idade a partir dos 65 anos. Os beneficiados terão que residir e ter domicílio fiscal no concelho de Murça, e podem solicitar o apoio financeiro a cada três meses, junto dos Serviços Municipais da Ação Social, mediante o preenchimento de formulário próprio”.

Para Mário Artur Lopes, presidente da câmara, esta é mais uma importante decisão política, “tomada em função do dever da proteção à saúde das pessoas, e como resposta às necessidades dos munícipes mais desprotegidos, que dependem da toma generalizada de medicamentos para garantir uma melhor qualidade de vida”. O autarca assegura que “é uma constante a preocupação com a população e as suas dificuldades, agravadas com a atual situação pandémica”, esperando que este apoio “vá contribuir para que ninguém deixe de comprar os seus medicamentos por dificuldades financeiras”.

À semelhança de outras, esta medida pretende “ajudar no combate à pobreza, às desigualdades e à exclusão social, como a adesão ao programa da Rede Solidária do Medicamento, que visa garantir o acesso à medicação a todos os munícipes em situação de carência económica, o importante amparo socioeconómico a famílias em situação de necessidade extrema, a realização de atividades que possibilitem a ocupação dos tempos livres dos mais novos, como as Atividades Extra Curriculares e campos de férias, os programas de acompanhamento e inserção de pessoas portadoras de deficiência, a promoção de atividades físicas e desportivas para a população sénior, a oferta dos livros de fichas escolares a todos os alunos do concelho, o apoio no ensino à distância, disponibilizando computadores e acesso à internet, a gratuitidade dos transportes escolares, ou a comparticipação de despesas com bens alimentares à população sénior e portadores de deficiência”.

Comentários