Autarquia abre concurso de venda da sua participação nos "Empreendimentos eólicos do Douro"


O Município deliberou, em reunião de Câmara, abrir um concurso público, para alienar o direito sobre as acções respeitantes à participação de 15% nos “Empreendimentos Eólicos do Douro, S.A.”, referente à construção do Parque Eólico da Lagoa de D. João e Feirão.

O concurso está já a decorrer, tendo o respectivo anúncio sido publicado no Diário da República, 2.ª Série, de 27 de Julho de 2007, terminando a entrega de propostas no próximo dia 28 de Agosto, sendo que a abertura será no dia seguinte.

Com esta operação, o Município beneficiará de um encaixe financeiro imediato de mais de 3 milhões de euros, usufruindo, ainda, durante 20 anos, de 2,5% da facturação bruta anual do parque eólico (que se estima em cerca de 250 mil euros/ano) e da realização de obras de beneficiação das estradas concelhias, no valor de 700 mil euros.

Assim, nos próximos 20 anos (período de consecução deste projecto) o Município de Resende beneficiará de cerca de 9 a 10 milhões de euros de receita, garantindo a sustentabilidade financeira da autarquia e permitindo a realização de novos investimentos, para o concelho.

Recorde-se que o Parque Eólico da Lagoa de D. João e Feirão é o maior investimento alguma vez realizado no concelho de Resende, envolvendo cerca de 45 milhões de euros. O parque ficará situado na Serra de Montemuro (freguesias da Panchorra e Feirão), sendo constituído por 17 aerogeradores que terão uma potência total de 34 MW.

O novo parque eólico deverá estar concluído em meados de 2008, altura em que deverão ser realizados os primeiros ensaios com os aerogeradores.

Com a construção deste parque eólico, Resende não só passa a ser contribuinte das políticas nacionais na área das energias, como a sua população será beneficiária directa do projecto, dadas as contrapartidas resultantes das rendas pagas aos proprietários dos terrenos e às próprias Juntas de Freguesia onde se localizará o parque, num valor estimado em cerca de 400 mil euros anuais no total.

Por último, refira-se que toda a operação agora em curso se baseou no estudo elaborado para o efeito pela empresa de auditores “PriceWaterHouseCoopers” que acompanha todo o processo.

 

Comentários