EM 2017

Violência Doméstica

Casos mortais

O ano de 2017 foi terrível, em termos de violência doméstica, no concernente a casais em que se registou a morte de um ou dos dois cônjuges (neste caso, homicídio seguido de suicídio). Cronologicamente, as dezasseis situações verificadas ocorreram em janeiro (2), fevereiro (1), março (4), maio (2), junho (1), julho (1), novembro (4) e dezembro (1), em outras tantas localidades. As razões incidiram em ciúmes, divórcios, termo de relações, heranças, desentendimentos conjugais, partilhas, descontrolos emocionais, anomalias psicológicas, problemas financeiros, alcoolismo, doenças terminais, depressões, vinganças e até, em dois casos, assassinatos após discussão por motivos fúteis. Em alguns casos, verificou-se profanação de cadáveres (corpos escondidos ou enterrados) e em dois houve terceiros contratados para as execuções, a troco de dinheiro.