Domingo, 22 de Maio de 2022

O resgate de um tempo que não volta

Em Campo de Jales, junto ao afamado “cavalete” que, até então, trazia à memória aquela que foi a última exploração de ouro em Portugal, nasceu o Centro Interpretativo Mineiro de Jales, uma obra há muito desejada pelas gentes da terra e, sobretudo, pelos antigos trabalhadores do complexo que, outrora, foi “a força motriz” do concelho

No último sábado cumpriu-se um sonho, um desejo com 30 anos, para muitos, que, finalmente, veem no Centro Interpretativo Mineiro de Jales materializada e dignificada a memória de milhares de pessoas que, entre 1933 e 1992, por ali trabalharam.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.