Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021
Teresa Rabiço
Presidente da Câmara Municipal de Mondim de Basto

O tempo dos afetos vai voltar

Hoje quero dirigir-me, em particular, a todos os amigos e amigas Mondinenses com uma palavra de esperança e conforto. Estamos a viver dias difíceis de que não há memória. Mas o medo não pode apoderar-se de nós. Somos um povo persistente, um povo de conquistas e é por isso que acredito que vamos ultrapassar esta […]

-PUB-

Hoje quero dirigir-me, em particular, a todos os amigos e amigas Mondinenses com uma palavra de esperança e conforto.

Estamos a viver dias difíceis de que não há memória.

Mas o medo não pode apoderar-se de nós. Somos um povo persistente, um povo de conquistas e é por isso que acredito que vamos ultrapassar esta situação com o menor sofrimento possível.

O Município implantou o seu plano de contingência COVID-19 para salvaguardar as pessoas e os serviços que têm que continuar a responder às necessidades da população. 

Estamos atentos às pessoas e famílias mais vulneráveis, àqueles que vivem mais isolados e a população local tem dado mostras da sua solidariedade.

A Câmara Municipal, as Juntas de Freguesia, as Instituições Particulares de Solidariedade Social e as dezenas de voluntários que se têm unido, têm-se empenhado para que o apoio e a informação chegue de forma eficaz a toda a população do concelho.

No terreno existem equipas que entregam bens de primeira necessidade e medicamentos, para que as deslocações sejam reduzidas apenas a situações de necessidade imperiosa.

Queremos a nossa população resguardada o mais possível desta epidemia e por isso não nos cansamos de apelar ao esforço de cada um para seguir as recomendações de isolamento social e observar os cuidados de higiene, essenciais para travar a linha de contágio.

Apesar das opiniões serem divergentes no que respeita ao uso de máscaras de proteção, quero hoje deixar um apelo para que o seu uso seja regra quando houver necessidade de sairmos à rua. Não necessitamos de recorrer às máscaras da farmácia, podemos fazê-las em casa, com recurso a tecido de algodão. E isso permite-nos ser criativos!

Aproxima-se a época pascal que este ano vai ser, forçosamente, diferente. Não vamos poder partilhar momentos com família e amigos que tanto prezamos. Estaremos separados fisicamente, mas unidos de coração.

Acreditem, como eu, que o esforço vai compensar. 

A Câmara Municipal não parou, os serviços continuam a trabalhar e os programas de apoio social continuam ativos.

Sempre que necessitar ligue. Não estará sozinho nesta luta. Nós vamos por si!

Um abraço caloroso!

Mais Lidas | opinião

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.