Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021

Obras no quartel da GNR devem arrancar em breve

O presidente da Câmara de Macedo de Cavaleiros, Benjamim Rodrigues, mostrou-se convicto de que as obras aguardadas há anos no quartel da GNR poderão arrancar em meados deste ano.

-PUB-

A autarquia assinou na sexta-feira, com o Ministério da Administração Interna, o contrato de financiamento, em que o Governo custeia a obra com quase 661 mil euros e o município fica responsável pelos procedimentos para a execução dos trabalhos.

Benjamim Rodrigues adiantou que o concurso público “vai avançar de imediato”, acreditando que “em meados de 2019 poderá haver ordem para avançar”, sem o problema da falta de empreiteiros interessados depois de um acréscimo de “cerca de 40 por cento” no financiamento.

Desde 2015 que as obras do quartel estavam contempladas com 472 mil euros, mas nunca avançaram devido, segundo o autarca, “a uma série de especificidades exigidas que não estariam a ser cumpridas”.

No último ano foram feitas alterações ao projeto com um acréscimo de cerca de 190 mil euros ao financiamento que Benjamim Rodrigues entende ser “um valor adequado” para os trabalhos que irão ser faseados em 2019 e 2020.

As obras incluem a requalificação e a ampliação do atual edifício.

Durante os trabalhos, a GNR terá de ser instalada noutro local com a câmara a avançar que tem vários espaços disponíveis, nomeadamente no estádio municipal, no parque de exposições ou no edifício Piaget. “Temos de ver com as autoridades o melhor sítio para o funcionamento”, afirmou o presidente da câmara.

O protocolo para a parceria na execução da empreitada contou com a presença do secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, que apontou o “empenho do Governo em criar melhores condições para aqueles que têm como função assegurar a segurança das pessoas poderem melhor trabalhar”.

Carlos Miguel referiu-se, também, ao problema nacional da falta de interessados em empreitadas públicas, frisando que no caso de Macedo de Cavaleiros “aumentou-se o valor, em função dessa mesma necessidade e preocupação”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.