Domingo, 23 de Janeiro de 2022

Padre bombeiro adquire desfibrilhador para salvar vidas

É padre há 15 anos e bombeiro há quatro. Comprou um desfibrilhador para poder salvar vidas numa região onde o socorro, por vezes, demora a chegar.

-PUB-

Humberto Coelho, de 42 anos, é padre em Carrazeda de Ansiães e bombeiro voluntário em Mirandela. Em ambas as funções, está habituado a lidar com situações menos boas, incluindo a morte. Diz que já cumpriu dois sonhos, ser padre e ser bombeiro, mas que ainda lhe falta um: ser maquinista de comboios. “Ainda tenho esperança que alguém me deixe conduzir um”, revelou à VTM.

Com formação em primeiros socorros, foi um episódio, em dezembro de 2018, que o fez querer comprar um desfibrilhador. “Como padre, já tive de sepultar muitas pessoas, de várias idades, devido a morte súbita. Mas no final do ano passado, um paroquiano morreu à minha frente e eu não o consegui ajudar.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.