A 9 de Novembro de 1947, por iniciativa de D. António Valente da Fonseca, então Bispo da Diocese de Vila Real, e do Sr. Padre Henrique Maria dos Santos, seu primeiro diretor, surgiu nas bancas A VOZ DE TRÁS-OS-MONTES, num formato de quatro páginas, que se tornaria semanário em janeiro do ano seguinte. Recaíram sobre as Conferências S. Vicente Paulo o suporte legal e institucional da sua publicação. Com o passar dos anos, A VOZ DE TRÁS-OS-MONTES foi crescendo.

A partir de 1975, os seus serviços foram reestruturados e, em 1991, transferidos para as instalações na Rua D. António Valente da Fonseca, em Vila Real.

Distribuído nas manhãs de quinta-feira, nos distritos de Vila Real e Bragança e um pouco por todo o País e pelas comunidades portuguesas dispersas pelo mundo.

Um percalço, em agosto de 2014, da empresa que vinha editando A VOZ DE TRÁS-OS-MONTES veio privar toda uma comunidade de um meio de comunicação fundamental para a vida desta região. Tratou-se de uma uma situação temporária, numa caminhada de quase sete décadas, que foi ultrapassado em Dezembro do mesmo ano, com o objetivo de colmatar o vazio que se criou no panorama informativo Transmontano e Alto Duriense. É esse desígnio que nos propomos concretizar diariamente através deste site e semanalmente através da edição em papel.  Com plena consciência das dificuldades da manutenção de um produto jornalístico de qualidade e sustentável, nestes tempos de grandes mudanças na comunicação social, mas também com muito ânimo e muita crença nas potencialidades do projeto que decicidimos abraçar em dezembro de 2014 num verdadeiro espirito de missão e que tem tido um sucesso notório.