Sábado, 16 de Outubro de 2021

Papa Francisco “abençoou” Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar

Recentemente, 17 alunos do Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar, acompanhados por três professores, deram vida a um projeto desde há muito sonhado e acarinhado.

-PUB-

Depois de todas as diligências e burocracias que uma atividade destas envolve, partimos, na madrugada do dia 17 de janeiro, rumo à Cidade Eterna, Roma.

No primeiro dia, tivemos a honra de sermos orientados por Manuel Saturino, juiz do Supremo Tribunal Eclesiástico, que nos conduziu às basílicas de Santa Maria Maior, São João de Latrão, São Clemente e a outros lugares sagrados fortemente vincados por uma cultura Católica, onde abundam inúmeras relíquias carregadas de história e fé. Marcante foi ainda subir, de joelhos e em espírito de profunda devoção, a Escada Santa que a imperatriz Santa Helena, no ano 326, teria feito transladar de Jerusalém para Roma. Esta relíquia, de 28 degraus, foi a escada pela qual Jesus subiu, no dia da sua condenação à morte, até ao pretório de Pilatos.

Continuando a peregrinação, passamos pelo Coliseu, Praça dos Imperadores e acabámos na Praça Navona.

No segundo dia, acompanhados pelo monsenhor Fernando Matos, Conselheiro Eclesiástico da Embaixada Portuguesa na Santa Sé, forneceu-nos um programa turístico/cultural.

Percorremos as mais famosas praças de Roma a Praça de Espanha, a Praça Veneza, a Praça Navona e Praça de São Pedro. A noite, foi de encanto na casa do Pinóquio e na Fontana di Trevi, onde os alunos aproveitaram para tirar inúmeras fotos e cumprir a tradição de lançar a moedinha à água, pois quem assim proceder, um dia voltará. 
O domingo ficou marcado pela oração e pela emoção. Rezámos com Sua Santidade, no Angelus, onde recebemos a bênção para nós e para as nossas famílias e ali, na Praça de São

Pedro, o Papa Francisco, pronunciou para todo o mundo, o nome da nossa escola e da nossa terra: “Saúdo a Escola de Vila Pouca de Aguiar, Portogalo”. Ao ouvir o Santo Padre, ficámos todos emocionados, sem palavras, mais felizes!

À tarde, dinamizámos e participamos na Eucaristia, na Igreja de Santo António dos Portugueses, presidida pelo monsenhor Agostinho Borges, um nosso conterrâneo, que, na homilia, nos elogiou e responsabilizou nas várias tarefas.

Houve, ainda, tempo para uma oração de ação de graças muito sentida e comovida e a entrega de lembranças, como sinal de reconhecida gratidão por todo o apoio recebido em toda esta “Lição de EMRC”.

Para culminar em beleza, nada melhor que assistir a um excelente concerto de improviso pelo compositor e artista, Giampaolo Di Rosa, dedicado a Nossa Senhora. 
Um obrigado sincero ao diretor do Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar, ao município, às Juntas de Freguesia e a todos aqueles que direta ou indiretamente tornaram esta atividade uma bela lição de vida, que ficará para sempre na nossa memória.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.