Domingo, 9 de Maio de 2021

PCP tece duras críticas aos transportes urbanos da cidade

“Horários não cumpridos, sobrelotação dos autocarros, falta de motoristas, falta de segurança e chantagem psicológica sobre trabalhadores”, são alguns dos problemas elencados pelos comunistas. Empresa diz as afirmações do PCP “não correspondem à verdade e constituem mera propaganda política"

“O serviço público de transportes urbanos está em permanente degradação”. Esta foi uma das muitas críticas que o Partido Comunista Português (PCP) fez à concessão do serviço a entidades privadas, que se tem revelado ainda “um desperdício de recursos da autarquia”.

A concelhia do PCP lamenta que o Programa de Apoio à Redução Tarifaria (PART) não esteja a ser aproveitado “para alargar a oferta de transportes às populações, reduzindo os custos e melhorando as condições do serviço”.

Em conferência de imprensa, Filipe Costa, dirigente do PCP, lembrou o descontentamento dos utentes “com os atrasos permanentes e superiores a 20 minutos”, além da “sobrelotação dos autocarros em hora de ponta, dificultando a mobilidade da população mais idosa”.

Este responsável

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.