Quinta-feira, 5 de Agosto de 2021

Plantel de “raça transmontana” para atacar a nova época

Na sua apresentação oficial como treinador do Grupo Desportivo de Chaves, Carlos Pinto prometeu trabalhar para tornar o emblema azul grená mais forte

-PUB-

“Entrar em todos os jogos para ganhar” e “tornar o Chaves num plantel mais forte”. São os objetivos que Carlos Pinto, juntamente com a direção do emblema transmontano, definiu para a próxima época. 

Sem nunca falar na subida ao patamar principal do futebol português, o novo técnico do GD Chaves, que há duas épocas comandou o Famalicão até à I Liga, quer manter a sua identidade, conjugando-a com a do clube por onde já passou como jogador, capitão e treinador. 

“Falamos da raça transmontana. Se ela puder estar sempre dentro de campo e a isso juntarmos qualidade técnica, que eu privilegio muito nas minhas equipas, obviamente fico muito satisfeito” referiu Carlos Pinto. Consciente de que, “neste momento, a paciência da massa associativa e adepta não é muita”, o treinador promete empenho total dos seus jogadores “no sentido de honrar sempre este símbolo”. 

A acompanhar Carlos Pinto no comando técnico vão estar André Moreira e Pedro Machado. Tiago Castro, é o treinador de guarda-redes. 

PRIORIDADES CONTRATADAS

O conjunto flaviense já garantiu cinco reforços para a próxima temporada, com a contratação dos defesas Luís Rocha, de 33 anos, ex-Farense, e Bura, de 31 anos, ex-Leixões, e dos médios Zé Tiago, de 31 anos, ex-Mafra, e Luís Silva,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.