Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

“Porto Renegades” estagiou em Boticas

A equipa de Futebol Americano “Porto Renegades” que se prepara para competir no Campeonato Espanhol da Segunda Divisão – a LNFA 2, realizou um estágio de preparação, em Boticas, utilizando, durante três dias, as instalações do Complexo Desportivo Municipal e trazendo, a este concelho, uma modalidade pouco conhecida, em Portugal, mas que vem ganhando adeptos. […]

A equipa de Futebol Americano “Porto Renegades” que se prepara para competir no Campeonato Espanhol da Segunda Divisão – a LNFA 2, realizou um estágio de preparação, em Boticas, utilizando, durante três dias, as instalações do Complexo Desportivo Municipal e trazendo, a este concelho, uma modalidade pouco conhecida, em Portugal, mas que vem ganhando adeptos.

Alberto Aliberti, treinador da equipa, mostrou-se surpreendido e agradado com as condições encontradas, em Boticas, para a realização deste “Training Camp”, com relevo para a simpatia e a disponibilidade com que o grupo foi recebido, aliadas à “qualidade do alojamento, transporte e instalações desportivas, sem esquecer a magnífica gastronomia que ajudou a tornar memorável esta passagem por Boticas”.

A equipa “Porto Renegades – Clube de Futebol Americano” iniciou a sua actividade a 17 de Novembro de 2004, por iniciativa de dois estudantes da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, sendo fundado, oficialmente, em Fevereiro de 2005, encontrando- -se inscrito no Registo Nacional de Clubes e Federações Desportivas, no Instituto do Desporto de Portugal.

É o único clube da modalidade, na cidade do Porto. Foi o primeiro clube oficial de futebol americano, em Portugal (existe outro, em Lisboa). É maioritariamente constituído por estudantes e tem como objectivos principais a prática de desporto, em particular a modalidade de futebol americano e suas variantes, bem como a divulgação e promoção da modalidade, em Portugal, para além da valorização pessoal de cada praticante.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.